Acabamento da madeira com verniz

Acabamento da madeira com verniz

Verniz é uma proteção durável para madeira, mais resistente ao calor a ao álcool que a goma laca indiana. A aplicação é relativamente simples e fácil, seja ela manual ou com pistola de pintura.

Vernizes eram feitos com resinas e óleos naturais, como o óleo de linhaça. Estes materiais foram substituídos por resinas sintéticas, mas o antigo sistema de classificação de vernizes baseado na proporção de óleo/resina ainda é usado. De acordo com esta classificação, os vernizes são chamados curtos, médios e longos (esta nomenclatura faz referência freqüentemente à resina: resina alquídica longa, média). Vernizes de resinas longas demoram para secar, produzindo uma camada macia e elástica. Os vernizes de resinas curtas são duros e brilhantes, bons para resistir à abrasão. As resinas médias têm um acabamento que fica no meio termo entre a longa e a curta em relação à durabilidade e brilho.

Condições para aplicação do verniz

A temperatura do local de aplicação é a principal preocupação, não deve estar abaixo de 15°C ou 16°C. Nos dias muito frios é comum observar-se que o verniz se torna esbranquiçado na aplicação; além disso ele escorre com dificuldade e depois de seco apresenta-se quase sem brilho. Umidade do ar excessiva também pode atrapalhar bastante a qualidade do acabamento. É importante trabalhar em um ambiente bem ventilado, para evitar concentração dos vapores tanto do verniz quanto dos solventes: são tóxicos e inflamáveis. A ventilação também faz com que o verniz seque mais rapidamente.

Deve-se evitar que a peça envernizada fique exposta ao sol ou a qualquer outra espécie de calor antes de estar ompletamente seca, caso em que o verniz infalivelmente encaroça.

Não esqueça de preparar a madeira adequadamente para receber o verniz.

O que você vai precisar

  • Verniz
  • Solvente: thinner comum ou thinner GIF Eco
  • Pote com tampa para misturar verniz e thinner em diversas proporções
  • Pincel adequado ao tipo de verniz ou pistola de pintura

Utilize sempre luvas de proteção, óculos de segurança e máscara respiratória. Os solventes utilizados na formulação dos vernizes e o thinner comum são tóxicos. Apesar de os vernizes à base d´água serem menos agressivos à saúde proteja-se do mesmo modo.

Aplicação com pincel

Existem diversos tipos de pincéis especiais para a aplicação de verniz, segundo este seja comum à base de álcool (pincéis de tipo chanfrado), muito fino (pincéis de delo convexo), extrafino (pincéis com chanfro duplo); para verniz muito fluido se usam pincéis ovalados e macios, bem como pincéis redondos de pêlos brandos para a aplicação de verniz em grandes superfícies (pincéis, nestes casos, também chamados brochas).

Seqüência de aplicação com pincel:

1 Na primeira demão o verniz deve ser diluído conforme as orientações do fabricante do produto. Dilua o verniz e espalhe uma camada fina sobre a madeira com um pincel de cerdas de pelo; trabalhe primeiro contra os veios da madeira, depois a favor. Deixe secar por 12 a 24 horas.

2 Lixe a superfície com lixa grana 240 ou 280. Verifique se a lixa é do tipo para lixar verniz, assim evita-se que o verniz fique preso na lixa e ela perca rapidamente a ação.

3 Repita os passos 1 e 2, usando uma diluição mais forte do verniz e lixando a superfície com lixa ainda mais fina (280 a 320). As demãos subseqüentes nivelam o acabamento e permitem que a superfície fique cada vez mais lisa.

4 Aplique uma camada de verniz sem diluição e deixe secar completamente (12 a 24 horas ). Em seguida, lixe com lixa grana 400, tendo o mesmo cuidado de escolher lixas próprias para lixamento de verniz.

5 Repita o passo 4 duas ou três vezes, dependendo da produndidade do acabamento que se deseja. Quanto maior o número de demãos, maior a profundidade de cor do acabamento; dependendo do verniz escolhido serão necessárias várias demãos para se obter a aparência vitrificada e brilhante.

6 Deixe o verniz curar completamente por 24 a 72 horas antes de polir. Este período é extremamente importante para que a cura se processe totalmente e o verniz ganhe força completa para proteger a madeira.

O sucesso da aplicação com pincel requer apenas que se desenvolva uma forma metódica de trabalho, distribuindo o verniz de maneira uniforme e apropriada sobre a madeira.

A primeira camada de verniz deve ser sempre mais fina que as outras. Ponha menos verniz no pincel e pincele a madeira até que um filme mais fino que o acabamento desejado seja obtido. Uma dica: com verniz, é sempre melhor aplicar uma camada fina demais do que uma grossa demais. Se a camada for fina demais, o acabamento ficará perfeito, se nenhuma área foi esquecida, e se uma maior profundidade de cor for desejada, basta aplicar mais camadas finas de verniz.

Aplicação com pistola de pintura

Siga as orientações do fabricante da pistola de pintura para adequar a pressão e o formato do spray para a viscosidade do verniz. A seqüência de aplicação é a mesma da aplicação com pincel.

Cuidados na aplicação com pistola

  • Faça uma faixa horizontal, da esquerda para a direita.
  • Ao chegar na borda da peça, não dirija o spray imediatamente para baixo.Dirija o spray para fora da peça e aí sim mire na faixa horizontal abaixo da primeira. Isto evita que seja aplicado verniz em excesso nas bordas.
  • [icon name=”check” class=”fa-li”]A cada nova faixa horizontal, cubra a metade inferior da faixa imediatamente anterior, até o fim da peça.

O toque do mestre

Depois que o verniz estiver completamente seco, aplique uma demão de cera. O brilho suave e o toque sedoso de uma superfície encerada não são igualados por nenhum verniz. Mas a camada de cera, além de ser bonita aos olhos e agradável ao toque, ajuda a proteger o verniz que foi aplicado. Veja também como preparar uma mistura de verniz, óleo e solvente para um acabamento tão resistente quanto o verniz e mais fácil de aplicar na dica Acabamento fácil com verniz.