Ferramentas para aplicação

A aplicação manual é feita com pequenos instrumentos manuais. A qualidade da película é diretamente relacionada à habilidade do operador e às condições de manutenção da ferramenta utilizada. Em comparação aos processos que utilizam algum tipo de máquina, pode-se dizer que a aplicação manual produz uma película de acabamento com melhor resistência e durabilidade pois o produto é pressionado contra as cavidades intercelulares existentes na madeira pela força do operador, provocando uma maior penetração e ancoragem do acabamento.

Existem 3 ferramentas usadas para aplicar acabamentos: panos, pincéis e pistolas de pintura. As diferenças importantes entre as ferramentas são custo, velocidade e espessura do filme que elas produzem.

Panos

São baratos e eficientes para aplicar ceras, tingidores, stains, seladora, goma laca e wiping varnishes (para aplicar ou remover o excesso), mas eles deixam marcas pronunciadas em acabamentos nos quais se deseja criar um filme mais espesso.

Os panos usados para acabamento devem ser de algodão porque os tecidos sintéticos não são muito absorventes. Você também pode usar papel toalha para remover o excesso de ceras e óleos.

Boneca: a boneca consiste em um aplicador simples sob a forma de uma pequena almofada. Sua confecção é baseada num pequeno pedaço de estopa ou algodão envolvido em um pano. Por causa de sua fácil construção e baixo custo, esse tipo de aplicador não deve ser reutilizado após um turno de serviço, pois ocorre a solidificação do produto remanescente na boneca, o que irá formar estrias na película das próximas aplicações. É indicado para pequenas peças de variados perfis.

Pincéis

Os pincéis também são baratos e são os que menos desperdiçam produto, mas o trabalho é mais lento e é preciso tomar cuidado para não deixar marcas das pinceladas quando se cria um filme mais espesso.

O pincel pode ser de cerdas sintéticas ou naturais presas em um cabo de plástico ou madeira. A vida útil do pincel é bastante variável em função das condições de aplicação, habilidade do aplicador e tipo do produto e, principalmente, das técnicas de limpeza e armazenamento dele.

Trincha: a trincha é confundida com o pincel, sendo a única diferença entre os dois a forma de aglomeração dos pelos, que é achatada com cantos arredondados na trincha. As trinchas merecem os mesmos cuidados para limpeza e armazenamento que aqueles destinados aos pincéis e cujos fatores influenciam a vida útil e a qualidade das aplicações posteriores, uma vez que evitam a formação de partículas sólidas no interior dos pelos, que irão riscar a superfície da peça nas futuras aplicações.

Escolha um pincel de boa qualidade para ter um resultado de boa qualidade: cerdas longas, uniformes e macias.

Pistolas de pintura

As pistolas de pintura transferem o líquido rapidamente e produzem filme com boa espessura e sem marcar. Mas elas, assim como os compressores e outras peças necessárias, são caros. E por causa do produto que não atinge ou não gruda na superfície, as pistolas desperdiçam bastante material e requerem um sistema de exaustão, o que encarece ainda mais a sua escolha.

Geralmente esses equipamentos são na forma de um revólver pulverizador que necessita de uma fonte para sugar e ejetar o produto. O revólver ou pistola de pressão é formada por duas agulhas presentes em dois orifícios cilíndricos distintos, sendo um para saída de ar comprimido e o outro para a saída de produto. A regulagem do jato pulverizado é o somatório dos ajustes das duas agulhas, fato que define a qualidade da aplicação.