Acabamento fácil com verniz

Abamento fácil com verniz

Envernizar madeira não é uma tarefa difícil, mas requer vários cuidados que exigem destreza do aplicador. Porém, com uma mistura de verniz, óleo de tungue ou linhaça e o solvente adequado é possível obter um acabamento bonito, durável e fácil de aplicar.

É a combinação do verniz com óleo que torna a mistura muito versátil. O verniz ajuda o acabamento a secar mais rápido, eliminando muito do trabalho pesado da aplicação de óleo. Por causa da proporção pequena do verniz, este acabamento é fácil de ser reparado e renovado, assim como o acabamento com óleo. E pode ser tingido com corantes e pigmentos a óleo para atingir qualquer tom de madeira. Não há a necessidade de preencher os poros da madeira: lixar o acabamento ainda úmido produz uma massa de pó de madeira, óleo e verniz que preenche os poros muito bem.

Essa versatilidade faz com que esta mistura seja um verdadeiro coringa para acabamento de madeira, pois pode ser utilizada no acabamento de qualquer peça: móveis finos, portas e janelas, gabinetes de cozinha, peças artesanais, nos cabos de ferrramentas manuais.

O acabamento é preparado misturando-se verniz com óleo de tungue ou óleo de linhaça, e afinada com solvente. Os solventes ideais são terebintina, thinner e thinner GIF Eco. É fácil de aplicar, não requer limpeza especial da área de trabalho, realça os veios da madeira e não esconde sua textura natural. E, por causa do verniz, protege mais contra riscos do que a aplicação apenas de óleo.

O verniz misturado com óleo e thinner forma uma camada mais fina sobre a madeira que o verniz puro. Por esta razão a preparação da superfície para o acabamento deve ser feita com cuidado para que defeitos e riscos não sejam destacados.

O que você vai precisar

Preparação do acabamento

Para misturar os produtos não é preciso se preocupar muito com as proporções. Um acabamento muito bom pode ser obtido com partes iguais de verniz, solvente e óleo. Para aumentar a aparência de verniz – aquele filme contínuo sobre a madeira – misture 50% de verniz e partes iguais de óleo e solvente. Na primeira demão, e sempre que a mistura ficar muito espessa, adicione mais solvente para melhorar a penetração na madeira. Se tingir o acabamento, comece misturando pouco pigmento e vá escurecendo o tom aos poucos.

Misture o verniz, o óleo e o solvente em uma lata metálica ou vidro com tampa afim de preservar o produto que não for utilizado na aplicação. Faça isso de preferência uma dia antes de utilizar a mistura para que ela tenha tempo de ficar mais homogênea.

Tipos de verniz

O verniz pode ser tanto alquídico quanto poliuretano. O verniz alquídico leva mais tempo para secar e curar, mas produz um filme mais elástico que acompanha os movimentos da madeira. É também mais fácil de ser retocado depois porque as aplicações desta mistura aderem bem às camadas já secas. O verniz poliuretano seca mais rápido e produz um filme bastante durável, mas menos elástico; os retoques depois que o verniz secou costumam não aderir adequadamente.

Mas a escolha depende mais do acabamento desejado: escolha o verniz alquídico se deseja que o acabamento escureça um pouco a madeira, e poliuretano se deseja preservar a cor original. Mas utilize sempre o verniz brilhante para obter o acabamento mais durável. Se desejar quebrar o brilho, utilize uma esponja de lixamento depois que a mistura estiver seca.

Óleo

O óleo de tungue tem um filme mais duro e resistente à umidade que o óleo de linhaça, e também preserva melhor a cor natural da madeira. O óleo de linhaça é mais brilhante e “aquece” a cor da madeira. O óleo Brasile oferece mais resistência e acabamento mais sedoso com menos interferência no tom da madeira.

Solvente

Utilize Olio Fluido para afinar a mistura. Embora aguarrás possa ser utilizada evite-a porque o resultado é inferior e nem sempre satisfatório.

Aplicação

Primeira demão: Aplique uma boa camada da mistura sobre a madeira, reaplicando sobre quaisquer áreas secas que aparecerem – onde a madeira absorveu mais. Depois de aproximadamente meia hora, ou quando sentir que o acabamento está começando a ficar pegajoso, esfregue um pano limpo sobre toda a superfície para remover o excesso e até que a superfície esteja completamente seca. Aguarde um período de pelo menos 24 horas antes de aplicar a próxima demão.

Demão seguintes: Aplique-as da mesma maneira, mas elas secam muito mais rapidamente e requerem mais trabalho para remover o excesso. A rapidez com que estas demãos secam depende da temperatura, da umidade e do tipo e quantidade de verniz que foi usado na mistura.

A quantidade de demãos é uma questão de julgamento pessoal. Para móveis comuns, 3 demãos são suficientes. Para aqueles que terão uso intenso, como um tampo de mesa, 5 demãos proporcionam uma excelente proteção.

Depois da última demão, aguarde pelo menos 24 horas antes de colocar a peça em uso.

Preencher os poros da madeira

É possivel preencher os poros da madeira lixando-se levemente o acabamento ainda úmido com lixa grana 220 ou esponja abrasiva. Aplique a primeira demão como descrito acima, e lixe o acabamento na segunda e terceira demãos. Evite lixas com abrasivos escuros, porque eles podem acabar tingindo os poros da madeira.

O toque do mestre

Depois que o acabamento estiver completamente seco, aplique uma demão de cera. O brilho suave e o toque sedoso de uma superfície encerada não são igualados por nenhum verniz. Mas a camada de cera, além de ser bonita aos olhos e agradável ao toque, ajuda a proteger o verniz que foi aplicado.